PhotoMotor

By: PhotoMotor Press | September 04, 2019

O Clube Escape Livre levou a cabo mais uma vez a sua prova em Pinhel, pontuável para o Campeonato de Portugal de Drift. Apesar de ser uma das provas favoritas dos pilotos, a edição deste ano ficou a baixo das expectativas.

De facto o Escape Livre sabe receber como ninguém, valoriza os pilotos e a modalidade, e dá uma visibilidade ímpar através dos órgãos de comunicação social, embora este ano em menor número. De qualquer das formas é sem dúvida um ponto muito positivo. Também menor este ano foi a afluência de público, o que poderá ser um sinal de que alguma coisa nova terá de ser feita. Outro ponto muito positivo é o facto da prova contar com a presença de alguns pilotos estrangeiros convidados, no entanto, continuar a chamar a isso de "Taça Internacional" parece-nos exagerado e sem dúvida que é um formato já gasto. Além disso, parece que já todos os que acompanham o drift se aperceberam que a dita "taça" não mais é que uma prova pirata sem regulamentação aprovada pela FPAK, o que já lhe tirou todo o protagonismo. Mais estranho é a própria FPAK ser conivente com isso! E se agora alguém se lembrar de realizar uma "Taça Internacional de Karting" ou uma "Taça Internacional de Ralicross"? Como será? Com que fundamentos irá a FPAK fazer cumprir com as suas próprias PGAK? Compreendemos que isso possa ser uma estratégia de markting, mas tudo tem o seu limite...

Outro ponto negativo, foi o facto da transmissão em directo no domingo não transmitir as qualificações dos Iniciados. Se queriam fazer intervalo, faziam-no durante os co-drives. Os pilotos da categoria Iniciados também mereciam essa visibilidade!

Também o comunicado enviado pelo Escape Livre à imprensa após a prova, contém alguns erros que levam ao engano não só os meios de comunicação como os seus leitores, pois no comunicado pode lêr-se que esta teria sido a primeira prova de Luis Mendes no campeonato, quando Luis Mendes já tinha participado na prova de Ourém. Referem também que está foi a primeira prova da presente temporada com participação de pilotos estrangeiros, contudo o espanhol Hector Gil Guerrero também já tinha participado na prova de Melgaço.

O Escape Livre tem feito um trabalho notável pelo drift nacional, tem uma das provas favoritas da maioria dos pilotos, é um clube com capacidade de fazer muito mais e melhor pelo drift, isso é inegável e todos os amantes desta modalidade reconhecem isso. Falta apenas limar algumas arestas, serem um pouco mais humildes no markting que realizam, e terem mais atenção aos comunicados que enviam para os OCS´s.

Para terminar queremos salientar outro ponto positivo que muito nos agradou, que foi o intervalo de almoço de duas horas. Finalmente conseguimos almoçar descansados e com calma...

Category: Vários 

Tags:

Comments:

Be the first to comment ...

Post a Comment